GSK, a maior farmacêutica britânica, recruta novo CFO no banco HSBC

GSK, a maior farmacêutica britânica, recruta novo CFO no banco HSBC - 

A contratação de Iain Mackay já foi anunciada pela GSK, cuja presidente executiva Emma Walmsley considera "um líder forte com um historial de gestor de recursos humanos, de capital e tem disciplina para oferecer à estratégia da GSK".

A GlaxoSmithKline (GSK) escolheu Iain Mackay, 56 anos, do HSBC para ocupar o cargo de Chief Financial Officer (diretor financeiro), na sequência de um plano de remodelação das chefias levado a cabo pela presidente executiva da maior farmacêutica britânica Emma Walmsley.

Mackay deixará o HSBC no final deste ano, para entrar na GSK a 14 de Janeiro de 2019, informou a empresa esta terça-feira.

Ainda que ingresse na GSK em Janeiro, Iain Mackay só vai assumir a posição de CFO em abril. É que nos primeiros quatro meses de 2019, o responsável pelas finanças da farmacêutica britânica, Simon Dingemans, deverá preparar a sua sucessão e assumir a apresentação dos resultados financeiros relativos a 2018.

A saída de Dingemans, por sua vez, justifica-se pelo facto do antigo gestor da Goldman Sachs, que entrou na GSK em 2011, reformar-se após março de 2019.

De acordo com “Reuters”, Dingemans não receberá qualquer compensação pelos anos de serviço na farmacêutica (2011-2019) e Mackay também não recebrá qualquer prémio monetário pela sua chegada.

A contratação de Mackay é o mais recente passo da CEO da GSK no sentido de se afirmar no topo da chefia da farmacêutica. Walmsley assumiu a presidência da empresa em abril de 2017, com o objetivo de aumentar as vendas e melhorar os índices de produtividade.

Entretanto, a estratégia da gestora já mudou de diretor de produtos farmacêuticos, de diretor de investigação farmacêutica e de chefe de operações digitais.

 

“Um líder forte”

A contratação de Mackay pode ser vista com estranheza, uma vez que é um gestor especializado no sector da banca, embora já tenha trabalhado na General Electric e na PwC e conte com uma passagem pela Fundação British Heart, enquanto administrador.

“ [Mackay] é um líder forte com um historial de gestor de recursos humanos, de capital e tem disciplina para oferecer à estratégia da GSK. Estas capacidades são vitais à medida que continuamos a dar prioridade à inovação, desempenho e confiança para beneficio dos clientes e acionistas”, disse Emma Walmsley.

Para Walmsley, Iain Mackay trará experiência para o departamento fianceiro, numa organização global que atua numa indústria “altamente regulada”.

No HSBC, o gestor será substituído por Ewen Stevenson, o atual CFO do Royal Bank of Scotland.

 

Fonte:  Site  do Jornal "Económico" e autor em 07 de Agosto de 2018.