Aprovação de novos medicamentos demora entre 1 e 3 Anos

Em Portugal, a introdução de medicamentos inovadores para o tratamento do cancro pode demorar entre os 235 dias e os três anos, em casos extremos.

A conclusão é de um estudo europeu ontem revelado, que aponta esta situação como "motivo de grande atraso e uma barreira no acesso dos doentes aos novos medicamentos". O Infarmed, responsável pela autorização de introdução dos medicamentos no mercado nacional, defendeu, ainda ontem, que "nenhum doente deixa de ter o tratamento que necessita desde que o seu médico informe a administração do hospital dessa necessidade", indicando que podem ser comprados através de uma autorização especial. Desde que o Infarmed tem competências práticas na avaliação de medicamentos hospitalares, há pouco mais de um ano, já autorizou mais de 680 pedidos de AUE. Por outro lado, no ano passado, só foi aprovada a compra de um medicamento para o cancro.
Fonte: Jornal Diário de Notícias de 24 de Outubro de 2008.